/* */

Barragem do Zabumbão sofre com a estiagem prolongada

No dia 11 de setembro é comemorado o Dia Nacional do Cerrado, considerado um berço das águas, tem uma importância estratégica para o abastecimento e manutenção de uma rica biodiversidade.

Neste mesmo dia aproveitei a tarde para fazer uma visita ao Rio Paramirim e na Barragem do Zabumbão. Chocado com as imagens, resolvi escrever e compartilhar algumas fotos deste triste período de seca que o município vem enfrentado.  

Barragem do Zabumbão

A cidade de Paramirim (a cerca de 666 quilômetros de Salvador) vem sofrendo com o longo período de estiagem, a última vez que choveu no município foi em meados de maio deste ano.  Segundo dados da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), no mês de abril deste ano a Bahia estava com 184 municípios em situação de emergência por causa da seca, sendo 3,9 milhões de pessoas afetadas. Já no período de agosto ao todo, 44% dos municípios da Bahia sofrem com a escassez de água. Cerca de três milhões de pessoas são afetadas diretamente, segundo Defesa Civil do Estado.

Barragem do Zabumbão

A Bahia já vem de um período de seis anos de estiagem prolongada. O município de Feira de Santana, segundo maior do estado, está em emergência desde o ano de 2012. Ao todo, 622.639 pessoas são afetadas.

Moradores da zona rural precisam do auxílio de carros-pipa para que possam encher as cisternas e ter água em casa.

A terceira maior cidade do estado, Vitória da Conquista também está na mesma situação. A quantidade de pessoas afetadas pela estiagem no município é de 35.197.

Barragem do Zabumbão

A Barragem do Zabumbão é o principal reservatório de Paramirim, ela forma um lago de 76.000.000,00 de m³ de água proveniente do Rio Paramirim, possui profundidade máxima de 50 metros e extensão de 340 metros.  Ela também é responsável pelo fornecimento de água tratada nas cidades de Tanque Novo, Botuporã e Caturama.

A seca fez uma pequena ilha emergir.

Devido ao período de estiagem prolongada a Barragem do Zabumbão está no seu nível crítico de armazenamento.

Se medidas cautelares não forem tomadas ao longo do tempo, a cidade de Paramirim pode passar por racionamento de água ou até mesmo enfrentar uma crise hídrica

Terei o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe um comentário

Logo
Registrar Nova Conta
Redefinir Senha